Seriando || The Good Doctor

MV5BOTc4ZjRjMTQtNzMyMC00NzA3LTlkMTYtODNkMDExYzliY2RhXkEyXkFqcGdeQXVyMTExNDQ2MTI@._V1_
Compartilhar:

The Good Doctor é um pequeno tesouro que, finalmente, a Globoplay disponibilizou em seu catálogo. Para quem curte séries médicas tipo House, com alguns casos a serem resolvidos em cada episódio e a trama particular de cada um dos personagens desenvolvida ao longo da temporada, vai gostar dessa. Aliás, tem coisas muito legais sobre The Good Doctor que vale a pena falar aqui e que são excelentes motivos para você começar assistir já neste feriadão!

1 – David Shore
David Shore é um dos nomes por trás da série. Ele foi o criador da série House, exibida aqui no Brasil pelo Universal Channel. Então, dá para notar algumas semelhanças na abertura, fotografia, até no formato dos episódios, que seguem a mesmo estilo de House. Outro nome responsável por desenvolver esta série é Daniel Dae Kim, um ator sul-coreano que interpretou o Jin-Soo Kwon em Lost.

2 – Freddie Highmore
Esse é o ator que interpreta o Dr. Shawn Murphy, o personagem principal, um rapaz com savantismo e autismo. Murphy tem vários problemas para se socializar e para integrar uma equipe de médicos. O ator, Freddie Highmore fez o Charlie da Fantástica Fábrica de Chocolate (sim, faz tempo!) e há cerca de três anos, finalizou a série Bates Motel, onde ele interpretava o Norman Bates. Que ator, senhores!

3 – Dr. Murphy
Shaw Murphy é autista e tem a Sindrome do Savantismo, que é uma síndrome ligada a uma excelente memória, mas que por outro lado, como qualquer distúrbio psicológico, tem seus problemas. Murphy tem problemas para se socializar e constantemente entra em algumas encrencas por falar o que não deve para um paciente, mesmo assim, ele tem lá as suas conquistas e nós acabamos comemorando com ele. Ah, e só porque é um seriado, não pensem que a vida dele é fácil, Murphy comete muitos erros!

4 – É uma adaptação
A série americana é uma adaptação de uma série médica-dramática sul coreana que segue a mesmíssima premissa, com exceção de algumas alterações que a produção americana fez.

5 – Maratonável
The Good Doctor é definitivamente uma série maratonável. Sim, porque algumas tem uma pegada tão sombria e tensa, que fica um pouco difícil assistir vários episódios seguidos. A parte legal é que The Good Doctor tem episódios com duração de 43 minutos, em média, e a trama segue sempre consistentes, sem episódios que são entediantes.

E aí, gostou da dica?!
A série está disponível na Globoplay.

Formada em gastronomia por uma universidade paulista, especialista em jornalismo cultural e uma artista por natureza. Apaixonada por livros, séries e cinema desde sempre.

Nina Xaubet – que já escreveu publicações em Cinefilando.


Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*