Literando || Extraordinário

EXTRAORDINARIO_CAPA
Compartilhar:

Preparem os lencinhos porque esse livro vai te fazer chorar, mas não de tristeza, pois a história de August é pra lá de inspiradora. Nascido com uma deformidade cranio facial, Auggie é protegido por todos em sua volta. Nunca frequentou uma escola porque sua família optou por ensiná-lo em casa, entretanto essa fase acaba e sua mãe, Isabel Pulman, vê que é o momento do filho conhecer o mundo e fazer outras amizades, além da existente relação de afeição com sua cadela Daisy.

A família de August é formada por seu pai Nate, sua mãe, Isabel e Olivia (mais conhecida por Via). A história tem uma ligação conosco, os avós  de August e Via são brasileiros e em alguns momentos podemos ver o quanto a avó foi essencial para o crescimento de Via.

August inicia sua trajetória na escola durante as férias, alguns colegas são convocados para realizar o comitê de boas vindas, entre eles personagens que vão tornar-se importante para que August fique na escola e outros que só criaremos raiva, mas lembraremos que são apenas crianças de 10 anos replicando o que aprende em casa.

O menino conhece aos poucos como as pessoas nem sempre são boas ou más, refiro-me em questão de caráter, personalidade e comportamento. Descobre também que o mundo não é encantador e ele nem sempre será o protegido.

Um fato legal de ressaltar é que o livro é contado pela visão de várias pessoas, entre elas estão: August e Via (esses vocês já foram apresentados), Summer (amiga do Auggie), Miranda (ex-melhor amiga de Via), Justin (namorado da Via) e Jack Will (melhor amigo do Auggie).

 

Os personagens abaixo são os que mais gostei e destaco o que os tornam especiais para a compreensão da história. A primeira é a Summer, particularmente para mim a menina mais corajosa e legal da terra. Ela  desafia o grupo das populares e aproxima-se de August enquanto todos o achava uma aberração, juntos eles formam a mesa do verão (PAUSA PARA UM DOS MOMENTOS MAIS FOFO). Para quem não sabe, o verão nos Estados Unidos acontece entre julho e agosto, ou seja, August = Agosto e Summer = Verão. Geniais né?

Jack Will a princípio mostra-se um mau caráter, mas quando chegamos a sua parte entendemos o porquê do seu comportamento imbecil, entretanto ele se redime e torna-se o melhor amigo de August. Will nos ensina que não precisamos ser igual aos outros e muito menos ser mau para se encaixar em um grupo de “amigos”.

Via, Miranda e Justin são os adolescentes da história, eles recordaram-me que o colegial não é nada fácil, ainda mais quando é novo em uma escola. Assim como irmão, ela está aprendendo adaptar-se ao novo ambiente e tentando lidar com as novas escolhas de suas amigas de infância, entre elas Miranda. Além de viver seu primeiro amor com Justin.

A autora de alguma forma nos conecta com esses personagens, recordando momentos de nossas vidas, além de repensarmos nas pequenas atitudes que temos no dia-a-dia.

Afinal, o que tem de inspirador nesse livro?
August nos ensina a amar, respeitar, perdoar e que recomeços são necessários e bons para tornar-se uma pessoa melhor. Detalhe mega importante: tudo isso com apenas 10 anos! Em seus altos e baixos podemos ver como é ser “diferente”, mas principalmente como o bullying é tão presente em atitudes cotidianas.  Auggie, obrigada pela lição!

Confira abaixo o trailer (reparem na atriz que faz a avó da família) do filme:

Maria Helena Sobrinha – que já escreveu publicações em Cinefilando.


Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*