Literando || A irmã da Sombra – Lucinda Riley

IMG_0902
Compartilhar:

Resenhas anteriores:

  1. As Sete Irmãs –  A História de Maia
  2. A Irmã da Tempestade – A História de Ally

Livro 3
A Irmã da Sombra – A História de Estrela

Estrela D’Aplièse está numa encruzilhada após a repentina morte do pai, o misterioso bilionário Pa Salt. Antes de morrer, ele deixou a cada uma das seis filhas adotivas uma pista sobre suas origens, porém a jovem hesita em abrir mão da segurança da sua vida atual. Enigmática e introspectiva, ela sempre se apoiou na irmã Ceci, seguindo-a aonde quer que fosse. Agora as duas se estabelecem em Londres, mas, para Estrela, a nova residência não oferece o contato com a natureza nem a tranquilidade da casa de sua infância. Insatisfeita, ela acaba cedendo à curiosidade e decide ir atrás da pista sobre seu nascimento. Nessa busca, uma livraria de obras raras se torna a porta de entrada para o mundo da literatura e sua conexão com Flora MacNichol, uma jovem inglesa que, cem anos antes, morou na bucólica região de Lake District e teve como grande inspiração a escritora Beatrix Potter. Cada vez mais encantada com a história de Flora, Estrela se identifica com aquela jornada de autoconhecimento e, pela primeira vez, está disposta a sair da sombra da irmã super protetora e descobrir o amor.

As Sete Irmãs é uma série de livros escritos por Lucinda Riley e lançados no Brasil pela Editora Arqueiro. Inspirado na mitologia das plêiades, a constelação das Sete Irmãs, o livro nos conta a história de seis irmãs adotadas por um rico velejador suíço (Pa Salt) que, ao falecer, deixa um testamento com uma pista sobre a origem de cada uma de suas filhas. Entretanto, Pa Salt nunca chegou a adotar a sétima irmã, que se chamaria Mérope, e só por isso, já temos um grande mistério na trama.

Neste livro, somos apresentados á Asterope, aka* Estrela. Estrela sempre viveu á sombra de sua irmã Ceci, seguindo-a por todos os lados e deixando-a tomar decisões que a impediam de seguir com a sua vida. E uma das decisões que Estrela toma é a de ler a carta deixada por seu pai, Pa Salt, através do advogado da família. Nesta carta, ela entende que, se quiser seguir com a sua vida, precisará ir atrás de suas origens. Na carta de Pa Salt, Estrela encontra o nome Flora MacNichol e decide investigá-lo. Quando sua busca começa, ela encontra com personagens muito peculiares e que terão um papel fundamental em sua jornada.

É através da história de Flora, uma menina simples que acreditava numa vida igualmente simples com seus animais e plantas, que Estrela vai se identificando e se redescobrindo. Ao mergulhar nos diários de Flora, Estrela, assim como a menina, vai crescendo a medida que a trama se aproxima de um desfecho.

Novamente, somos apresentados a uma personagem inteiramente nova e com uma história totalmente diferente das anteriores, mas igualmente cativante. A narrativa é fluida e riquíssima em detalhes, assim como a atenção da autora ao apontar personalidades, locais ou períodos históricos que tenham relevância para a história. Vale ressaltar que, conhecendo outras obras desta autora, a estrutura utilizada neste, naquele ou em qualquer outro romance lido anteriormente é a mesma, mas ainda sim, a maneira como a história se desenrola é incrível. Não existem clichês quando se trata de um romance histórico bem desenvolvido como este, que consegue atrelar a ficção aos fatos e prender a atenção de seus leitores.

Não é a toa que Lucinda Riley esteja ganhando o mundo com suas “irmãs”. Há muito a ser explorado em cada uma de suas personagens e estou muito ansiosa para isso.

“Qualquer coisa de valor duradouro leva tempo para se realizar plenamente. Quando isso acontecer, você vai ficar feliz por ter perseverado.” (Pa – pág 25)

<3

Formada em gastronomia por uma universidade paulista, especialista em jornalismo cultural e uma artista por natureza. Apaixonada por livros, séries e cinema desde sempre.

Nina Xaubet – que já escreveu publicações em Cinefilando.


Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*