Seriando || Victoria

vic-s1-series-sell-icon
Compartilhar:

Estou há dias para falar dessa série que é minha nova queridinha na grade, mas como o blog tem estado instável nos últimos dias, acabei por não escrever tão prontamente.

Victoria retrata a ascensão da rainha Vitória ao trono inglês com apenas dezoito anos de idade e as investidas políticas de sua mãe, a duquesa de Kent e Lord Conroy, um amigo e aliado político da duquesa cujo único objetivo é conseguir que a jovem rainha opte por um regente.

Embora a premissa pareça entediante por tratar de um drama biográfico e tramas políticas, a série do canal ITV (um canal inglês) conta com uma narrativa que busca abordar outros pontos de vista além da própria rainha, nos dando uma idéia mais completa da corte de Victoria. Ainda, além da trama principal (o governo de Victoria e seu casamento com príncipe Albert), temos um leque de histórias secundárias que cada vez mais ganham a simpatia do espectador. Victoria tem uma direção de arte impecável; aspectos como cenografia e figurino são maravilhosos, e a trilha sonora é encantadora.

A série, em sua primeira temporada, apresenta os primeiros anos de reinado de Alexandrina “Drina” Victoria e sua luta constante para desempenhar um bom papel como rainha. Os primeiros capítulos, até mais ou menos a metade da primeira temporada, mostram a relação de Victoria com Lord Melbourne, o primeiro-ministro, e a segunda metade foca nos primeiros passos da relação de Victoria com Albert, seu futuro marido.

Talvez, e sou suspeita para falar, o mais legal sobre Victoria é ver a logística de uma das cortes mais poderosas da Europa e como a Rainha e o parlamento se encaixam em toda essa história. Muito além dos excelentes figurinos e da trama interessantíssima (e do meu apreço por entretenimento histórico), a série tem um elenco muito coeso e expressivo que convence o espectador de seu papel. E só mais um detalhe: historicamente falando, a série está incrivelmente bem ambientada e apresentada, mas isso não significa que ela não tenha sido um pouco romantizada. Afinal, todos sabemos que a realidade na era vitoriana era muito diferente da nossa e nada impede que os produtores façam uso de licença poética.

A primeira temporada está disponível no GNT Play e, se você é assinante de qualquer TV a cabo, pode facilmente usar seus dados de acesso para assistir a primeira temporada. CLIQUE AQUI.  Ah, e mais uma coisa: eu não resisti e já assisti a segunda temporada, só que em inglês. Então se você manja um pouco (ou quer praticar), é só entrar NESTE LINK e assistir aos episódios diretamente do site da ITv. 🙂 Porém, se você quiser, também dá para ler o livro, que se chama Victoria da autora Daisy Goodwin.

Formada em gastronomia por uma universidade paulista, especialista em jornalismo cultural e uma artista por natureza. Apaixonada por livros, séries e cinema desde sempre.

Nina Xaubet – que já escreveu publicações em Cinefilando.


Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*